SACAROSE E GA3 NA GERMINAÇÃO DE SEMENTES E NO DESENVOLVIMENTO in vitro DE PLÂNTULAS DE GOIABEIRA ‘PEDRO SATO’

Authors

  • THATIANE PADILHA DE MENEZES Universidade Federal de Lavras
  • FILIPE ALMENDAGNA RODRIGUES
  • SIMONE ABREU ASMAR
  • MOACIR PASQUAL

Abstract

Objetivou-se, neste trabalho, estudar a influência da sacarose e do GA3 na germinação e no desenvolvimento in vitro de plântulas de goiabeira (Psidium guajava L.) ‘Pedro Sato’. Sementes foram inoculadas em tubos de ensaio, contendo 15 mL do meio de cultura JADS, acrescidos de GA3 (0,0; 0,25; 0,5; 0,75 e 1,0 mg L-1) e sacarose (0; 15 e 30 g L-1). Posteriormente, os tubos foram transferidos para a sala de crescimento a 25 ± 2 ºC, irradiância média de 42 W m-2 e fotoperíodo de 16 horas. Após 45 dias de incubação, foram avaliados o índice de velocidade de germinação, porcentagem de germinação, número de folhas, comprimento da parte aérea e raiz. Melhores resultados foram obtidos em meio JADS, em ausência de sacarose e GA3 para a germinação da goiabeira ‘Pedro Sato’. Maior número de folhas (7,9) foi observado em ausência de sacarose e 0,25 mg L-1 de GA3 , maior comprimento de parte aérea (4,8 cm) e de raiz (5,7 cm) em 30 g L-1 de sacarose e 0,25 mg L-1 GA3.

Published

2016-08-19

How to Cite

PADILHA DE MENEZES, T.; ALMENDAGNA RODRIGUES, F.; ABREU ASMAR, S.; PASQUAL, M. SACAROSE E GA3 NA GERMINAÇÃO DE SEMENTES E NO DESENVOLVIMENTO in vitro DE PLÂNTULAS DE GOIABEIRA ‘PEDRO SATO’. Plant Cell Culture & Micropropagation - ISSN 1808-9909, [S. l.], v. 6, n. 2, p. 70-76, 2016. Disponível em: http://pccm.ufla.br/index.php/plantcellculturemicropropagation/article/view/74. Acesso em: 12 jul. 2024.

Issue

Section

Review