ESTABELECIMENTO DE PROTOCOLO PARA GERMINAÇÃO DE PÓLEN DE Musa velutina H . WENDL. & DRUDE

Authors

  • MAURÍCIO REGINALDO ALVES DOS SANTOS
  • MARIA DAS GRAÇAS RODRIGUES FERREIRA
  • JOSILENE FÉLIX DA ROCHA
  • ARÊSSA DE OLIVEIRA CORREIA

Abstract

A formulação do meio de cultura adequado para a germinação de grãos de pólen é um ponto básico a ser observado na fertilização in vitro. A bananeira ornamental, Musa velutina H. Wendl. & Drude, da família Musaceae, é uma espécie de grande potencial comercial. Neste Trabalho, objetivou-se a determinação de meios de cultura adequados para o estabelecimento e germinação in vitro de grãos de pólen de M. velutina. Grãos de pólen foram coletados no momento da antese e imediatamente inoculados em placas de Petri com 10,0 mL de meio de cultivo sólido, contendo concentrações variáveis de sacarose, ácido bórico e nitrato de cálcio e com diferentes níveis de pH. Foram conduzidos quatro ensaios, variando-se o pH e as concentrações dos componentes do meio de cultura. A maior porcentagem de germinação foi obtida com o pH 6,0 (24%). Para o ensaio com sacarose obteve-se maior porcentagem de germinação na concentração de 50 g L-1, com 41% de germinação. Nos testes com ácido bórico, a germinação atingiu 51% na concentração de 300 mg L-1. Em relação às concentrações de nitrato de cálcio testadas, observou-se maior germinação (80%) com 400 mg L-1. A combinação do pH 6,0 com 50 g L-1 de sacarose, 300 mg L-1 de ácido bórico e 400 mg L-1 de nitrato de cálcio resulta em 80% de germinação dos grãos de pólen de M. velutina.

Published

2016-08-18

How to Cite

ALVES DOS SANTOS, M. R.; RODRIGUES FERREIRA, M. D. G.; FÉLIX DA ROCHA, J.; DE OLIVEIRA CORREIA, A. ESTABELECIMENTO DE PROTOCOLO PARA GERMINAÇÃO DE PÓLEN DE Musa velutina H . WENDL. & DRUDE. Plant Cell Culture & Micropropagation - ISSN 1808-9909, [S. l.], v. 7, n. 1, p. 22-29, 2016. Disponível em: http://pccm.ufla.br/index.php/plantcellculturemicropropagation/article/view/63. Acesso em: 12 jul. 2024.

Issue

Section

Review